Vida Saudável 

Mente

Esquecimento x desatenção – qual a diferença?

Esquecimento x desatenção – qual a diferença?

A pandemia do novo coronavírus trouxe prejuízo para a saúde mental das pessoas, inclusive para a memória. Saiba porque é importante ficar atento a alguns sinais de esquecimento e o que fazer para melhorar a memória.

Esquecer faz parte da vida de todo mundo e nem sempre é sinal de doença. É importante saber quando esse esquecimento é normal e quando representa um sinal de que algo mais grave está acontecendo. Como você poderá saber se o seu esquecimento ou o de outro 60+ representa apenas “uma fase difícil” ou “um jeito mais tranquilo de ser”, e quando pode estar vindo de mãos dadas com uma doença, como a Demência de Alzheimer, por exemplo?  

O que é a memória

Antes de distinguir os tipos de esquecimento é preciso explicar a importância da nossa memória. Memória é a capacidade de adquirir, armazenar e recuperar informações. Para nos lembrarmos de algo precisamos vivenciar a experiência, guardá-la em nosso arquivo mental e depois conseguir encontrar o que foi guardado. Aristóteles já disse há 2000 anos: “Nada há no intelecto que não tenha estado antes nos sentidos”. 

A memória é apenas uma entre as diversas funções que o cérebro executa. Ele também é responsável pela linguagem, interpretação dos estímulos que recebemos do meio ambiente, capacidade de nos orientarmos no tempo e no espaço, de prestarmos atenção e nosso planejamento e execução de tarefas, entre outras funções. 

O que pode prejudicar sua memória

Quando alguém está muito ansioso ou quando estamos vivendo problemas que, literalmente, sequestram nossos pensamentos, nossa capacidade de ter atenção e concentração nas situações, e de armazenar novas informações fica prejudicada e será impossível recuperarmos aquela informação. É impossível encontrar algo que não foi guardado!

Em geral, os esquecimentos “benignos”, aqueles que acontecem mais em determinados momentos da vida e não indicam uma doença degenerativa cerebral, são causados pela desatenção, por estarmos vivendo no “piloto automático”, fazendo várias coisas ao mesmo tempo, sem focar nas tarefas que estamos fazendo. Tudo isso é muito frequente na atualidade. 

Quando o esquecimento é preocupante

Por outro lado, os esquecimentos que devem, de fato, gerar preocupação são aqueles com algumas características ou sinais de alerta. Para detectá-los, existem questionamentos simples a serem feitos:

  • O esquecimento está piorando progressivamente?;
  • O esquecimento começa a interferir na sua vida e você começa a precisar da ajuda de outras pessoas?; 
  • O esquecimento vem acompanhado de outras alterações nas funções do cérebro, como a orientação e isso faz você se perder em lugares familiares ou se confundir com datas?.

Esses esquecimentos sinalizam a existência de algo mais, provocado até por Demências, como o Alzheimer ou outros problemas de saúde, como a depressão, que pode piorar muito o funcionamento cerebral e causar esquecimento, desatenção e desorientação.

Os esquecimentos “benignos” não significam grandes preocupações, a não ser que se prolonguem por muito tempo ou causem sofrimento. Já os esquecimentos com as características citadas como sinal de alerta, devem ser avaliados e acompanhados por um médico especialista.

Sete dicas para melhorar nossa capacidade de atenção

  1. Planeje seu dia; 
  2. Organize as  tarefas; 
  3. Faça cada coisa de uma vez; 
  4. Esteja “inteiro” no que faz; 
  5. Reserve momentos de descanso e recreação
  6. Cuide do seu sono; 
  7. Pratique exercícios físicos e meditação; 

Todos esses hábitos, certamente, melhoram a saúde, atenção e concentração. 

É importante também levarmos em consideração o momento que vivemos atualmente. Estamos enfrentando uma época de enorme estresse causado pela pandemia pelo novo coronavírus. Neste momento, é de se esperar que aumentem as incidências dos problemas psíquicos, como a ansiedade e a depressão. E os sintomas podem se apresentar de diversas maneiras, alguns terão medo, outros prejuízos no sono ou poderão internalizar e somatizar o sofrimento psíquico e manifestar dores diversas, por exemplo. O esquecimento precisa ser lembrado como uma maneira de manifestação desses problemas. 

A capacidade de recordar é um patrimônio pessoal valioso e merece cuidado. O que seria da experiência humana se não fosse a capacidade de recordar e transmitir nossas vivências? Como a vida seria mais sem graça sem a lembrança do que foi escrito por poetas, como Carlos Drummond de Andrade em seu poema Memórias: “… Mas as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão.” E agora que você já sabe quando o esquecimento é sinal de doença e quando não é, o que pretende fazer para cuidar melhor de sua atenção e concentração?  Mãos à obra!

Por Dra. Juliana Duarte

Como a Yoga e Meditação podem te ajudar durante a pandemia

Como a Yoga e Meditação podem te ajudar durante a pandemia

Procurar maneiras de harmonizar corpo e mente é sinônimo de sabedoria e uma forma de manter-se ativo e saudável. Saiba quais os benefícios que essas práticas  podem trazer para o seu cotidiano.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), Yoga é uma abordagem holística de saúde e bem-estar e uma ferramenta poderosa para lidar com as inúmeras tensões provocadas nesse momento de pandemia da Covid-19. 

As mudanças repentinas e as inseguranças do momento estão gerando aumento no número de casos de ansiedade e depressão. A Organização Mundial da Saúde (OMS) enfatizou os benefícios da Yoga e da Meditação, desde os primeiros dias da crise de Covid-19, recomendando a prática como uma maneira de cuidar do bem-estar físico e mental em casa (Matéria da ONUBR, 22/06/2020).

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, chegou a citar a prática entre suas dicas para viver bem em quarentena, durante fala à imprensa em março de 2020.

Além disso, a prática também aparece com destaque no plano de ação global da OMS para a atividade física 2018-2030, que estabelece um vínculo entre o investimento em ações políticas para aumentar a atividade física e o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), particularmente o Objetivo 3 (boa saúde e bem-estar).

Existem vários canais no Youtube e Instagram disponibilizando aulas online gratuitas e diversos professores têm oferecido seus serviços de forma remota. 

Cinco benefícios da prática 

A Yoga e Meditação podem trazer muitas vantagens para os maduros. Conheça algumas: 

1.Diminuição da ansiedade e estresse;

2.Fortalecimento dos músculos e ossos;

3.Ajuda na capacidade de concentração e memória;

4.Melhoria da postura e diminuição de dores na coluna;

5.Fortalecimento dos pulmões.

Muitas pessoas pensam que é uma religião, mas na verdade Yoga é uma filosofia milenar, que ajuda a encontrar paz e satisfação, que proporciona clareza, organização e tranquilidade dos pensamentos.  A palavra “yoga” deriva do sânscrito e significa “juntar-se ou unir-se”, simbolizando a união do corpo e da consciência. Que tal começar a praticar? 

Por Maíla Cunha e Rita Pessoa

Descubra quais os benefícios do hábito da leitura

Descubra quais os benefícios do hábito da leitura

A leitura é um hábito muito importante para o nosso bem-estar e pode ser desenvolvido em qualquer época da vida! Ela nos possibilita conhecer pessoas, histórias e lugares incríveis sem sair de casa, nos ajuda a compreender melhor o mundo e a nós mesmos, nos traz reflexões e ideias que nos motivam no dia a dia e, além de tudo, exercita nosso cérebro, estimulando a memória e raciocínio.

Conheça cinco grandes benefícios da leitura:

  1. Amplia os conhecimentos e estimula a criatividade;
  1. Aumenta a concentração e mantém o cérebro ativo; 
  1. Desenvolve nosso senso crítico;
  1. Reduz o estresse;
  1. Provoca a empatia, que é a capacidade de compreender e se solidarizar emocionalmente com outra pessoa.

Para desenvolver hábito de leitura, o mais importante é começar com temas que te agradam e te interessam! Lembre-se que todo hábito é construído e pode ser treinado e desenvolvido.

Quer desenvolver o gosto pela leitura? Clique no link abaixo.

Por que aceitar as mudanças que a vida traz

Por que aceitar as mudanças que a vida traz

A palavra devir é um conceito filosófico que significa mudanças, é o fluxo permanente, a transformação, o movimento contínuo de tudo que acontece e impacta nossas vidas. 

Nesse momento de incertezas e inseguranças por conta da pandemia do novo coronavírus, uma estratégia que ajuda a proteger nossa saúde mental é compreender e aceitar esse devir. Afinal, quem imaginou que estaríamos vivendo uma situação com essa?

O devir se faz presente ao longo de toda nossa trajetória vida, com o eterno fluir das situações, as vezes da forma como queremos, trazendo novidades, novos ciclos e bonança. Outras vezes, a transformação vem carregada de tristeza, medo, raiva e desilusão. O fato é que não evitamos esses reveses e, por mais que pareça difícil, a graça da vida está exatamente aí, na constante metamorfose. 

Pandemia x saúde mental

Pandemia x saúde mental

Que o isolamento social traz alguns prejuízos para nossa saúde mental já sabemos. Agora, vamos entender um pouco mais sobre isso em números. Pesquisa recente do Ministério da Saúde analisou o humor e a disposição dos brasileiros durante a pandemia do Coronavírus. 

  • 42% dos entrevistados relataram excesso ou falta de sono;
  • 39% apresentaram falta ou aumento de apetite;

A pesquisa também abordou o sentimento das pessoas durante a pandemia. 

  • 35% relataram falta de interesse em fazer as coisas;
  • 33% se sentem deprimidos;
  • 31% se sentem cansados e com pouca energia. 

Em situações adversas como a que vivemos, é normal esses sentimentos surgirem e desaparecerem. No entanto, quando esses sentimentos persistirem, a indicação é não escondê-los. Falar a respeito e buscar apoio de amigos e familiares, mesmo que de forma virtual, traz alívio para a alma e coração. 

Acolhimento psicológico online

Acolhimento psicológico online

Nesse momento de pandemia é normal se sentir ansioso, triste, com medo e confuso, pois o cenário é de instabilidade e insegurança para a maior parte das pessoas.

No entanto, apesar de ser comum, isso tudo pode gerar muito sofrimento e os maduros, que são considerados como “grupo de risco”, podem acabar sofrendo ainda mais. 

Para evitar que essas situações ocorram, muitas instituições estão oferecendo acolhimento psicológico para as pessoas que precisam, de forma gratuita e à distância. Separamos abaixo algumas opções para vocês:

Plantão Psicológico on-line:  Instituto Sedes Sapientiae

Atendimentos por videochamada realizados por psicólogas/os do núcleo de fenomenologia crítica do Instituto Sedes Sapientiae. Atendimento gratuito, não é necessário agendamento prévio. Seguem instruções de como entrar na sala de atendimento virtual. 

1-  Bata na porta: clique em “Knock” (bater); 

2-  Aparecerá: “Waiting for reply” (aguardando resposta);

3- Se o plantonista estiver na sala com outra pessoa e puder te atender na sequência, aparecerá para você:“ You have been put on hold”. Isso significa que você estará na fila. Basta aguardar. Caso apareça: “you have been denied access” (sala ocupada e gente na fila), tente novamente no próximo horário;

Atendimentos Psicológicos Instituto de Psicologia -USP

Atendimentos pontuais GRATUITOS ONLINE para pessoas em crise durante o isolamento social. Para solicitar o atendimento, é só preencher o campo: Inscrição para atendimento. O e-mail de contato é psi.online@usp.br e o atendimento é aberto a qualquer pessoa.

Centro de Valorização da Vida

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção ao suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone (188) , e-mail e chat 24 horas todos os dias.

Escutação – Organização Cruzando Histórias

A Escutação abriu um chamamento para psicólogos voluntários prestarem atendimento gratuito. Você pode se inscrever para um atendimento pontual ou para uma psicoterapia breve de até 4 encontros. Entre no link acima e veja se você se encaixa nos pré-requisitos.

💡 Se precisar, busque ajuda para lidar com seus sentimentos e emoções nesse momento de muitas mudanças e instabilidade. Você não está sozinho.

Ativando o cérebro com antigas memórias

Ativando o cérebro com antigas memórias

Exercitar a memória é trabalhar nossa capacidade de absorver, armazenar e recuperar informações e experiências adquiridas ao longo da vida. Com a passagem do tempo, é normal que a memória comece a falhar algumas vezes, mas você sabia que pode prevenir ou amenizar essa situação? Como? Exercitando seu cérebro. Existem muitas formas de se fazer isso, pode ser por meio de jogos, quebra-cabeças, leitura, caça palavras, entre outros estímulos. 

Nossa proposta é oferecer uma atividade diferente, que além de melhorar a memorização, vai te levar direto para uma viagem no tempo, inclusive com imagens antigas. Antes de assistir ao vídeo que está no link abaixo, pegue papel e caneta e escreva o que se passava no Brasil na década de 50. 

  • Quais foram os acontecimentos mais marcantes nos contextos político, econômico e social? 
  • Como estava o Brasil nessa época? 
  • Quais foram os presidentes mais marcantes? 
  • Quais eram os costumes? 

Depois que fizer suas anotações, assista ao vídeo. Você vai gostar de fazer essa atividade.

O segundo link traz o vídeo do Festival da Música Brasileira de 1967, que consagrou Elis Regina e tanto outros músicos brasileiros. Assistir ao vídeo pode te trazer memórias daquele tempo e talvez você se recorde onde estava, com quem estava, quais eram seus artistas e canções preferidos. Aproveite para cantar junto e se divertir, ao mesmo tempo em que exercita sua memória. 

Por que sorrir é tão importante?

Por que sorrir é tão importante?

Rir é o melhor remédio, só rindo mesmo, rir para não chorar, rir de desespero, aposto que você já ouviu essas frases. Contextos à parte, sorrir é sim um grande remédio para a alma e para o corpo. 

Em função das situações inesperadas e adversas que passamos por causa da pandemia, nem sempre é fácil ter aquele riso frouxo e espontâneo de outros momentos. No entanto, encontrar motivos para sorrir e se alegrar, seja com a sua família, amigos, seu animal de estimação ou mesmo sozinho (a), é necessário para manter corpo e mente saudáveis. 

O riso traz um sensação de bem-estar que percorrer todo nosso corpo, protege contra os efeitos do estresse, aumenta a energia e até reduz algumas dores. 

Quais os efeitos diretos do riso no nosso organismo? 

1 – Reduz o risco de doenças cardíacas;

2 – Eleva o nível do colesterol bom no sangue;

3 – Reduz a pressão arterial;

4 – Fortalece os pulmões;

5 – Melhora a digestão;

6 – Melhora a circulação sanguínea;

7 – Fortalece o sistema imunológico;

8 – Auxilia na elasticidade da pele;

9 – Melhora a autoestima;

10 – Promove mais interações sociais. 

Agora você já tem dez bons motivos para sorrir, principalmente na quarentena. E você pode começar rindo de si mesmo, é bom fazer esse exercício, deixa a vida mas leve. Assistir a vídeos engraçados, filmes de comédia ou mesmo relembrar situações que te fizeram rir também ajudam a abrir um grande sorriso. 

O poder da música

O poder da música

A música é um recurso importante não só para despertar nossos sentimentos, mas também para promover a aprendizagem e melhorar a memória. No documentário “Alive Inside” (Vivo por Dentro, em português) é possível conhecer a experiência do assistente social norte-americano Dan Cohen, voluntário em casas de repouso nos EUA, em recuperar a memória de pessoas com Alzheimer e doenças mentais por meio da música. O documentário está disponível no Youtube e Netflix. 

Como afirma o filósofo Nietzsche, “sem a música, a vida seria um erro”. Conheça mais sobre o poder da música assistindo esse premiado documentário!