O universo online não pode e não deve ser um fator limitador para os 60+. Exemplo disso é a forma como muitos estão se adaptando a essa nova realidade, especialmente depois da pandemia, que acelerou a entrada das pessoas idosas no mundo digital. E eles estão se saindo bem! 

Muitos aderiram ao celular e computador para manter o contato com família e amigos por causa do distanciamento social e outros por questões profissionais. Em ambos os casos, existem barreiras a serem rompidas, como o vocabulário próprio da internet e o manuseio dos aparelhos, mas uma coisa é certa: há muita vontade em participar desse mundo. 

E quando unimos a tecnologia a serviço da longevidade temos o conceito de Gerontecnologia, que reúne estudos, experimentos e invenções voltadas para o público 60+, tendo como base a tecnologia. O nome pode parecer difícil, mas o propósito é simples: inserir os maduros no universo digital, como forma de proporcionar novas descobertas e conexões, autoestima e independência. Não há limites, basta querer aprender.