Voiced by Amazon Polly

Com o objetivo de evitar fraudes e pagamentos indevidos, desde 2012, todos os beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), que recebem seus benefícios por meio de contas corrente, poupança ou cartão magnético, devem comparecer anualmente em suas agências bancárias para comprovar que o benefício está sendo pago corretamente, e à pessoa certa. 

Após o início da pandemia da COVID-19, algumas regras foram alteradas para evitar aglomeração e exposição do principal grupo de risco, os 60+, e a obrigatoriedade da prova de vida foi temporariamente suspensa.

Separamos as principais atualizações sobre a prova de vida do INSS 2021, para que você fique bem informado.

O INSS publicou uma portaria importante, a nº 1.278, de 24 de fevereiro de 2021. Essa portaria determinou que os aposentados e pensionistas que não realizaram a prova de vida entre março de 2020 até abril de 2021, não sofrerão nenhum tipo de bloqueio em seus benefícios, mas devem ficar atentos ao novo calendário.

Além de ter aumentado o prazo para suspensão de bloqueios até maio, o governo também anunciou a expansão da prova de vida do INSS por meio da biometria facial pelo aplicativo  meu gov.br, para quem não conseguiu realizá-la no ano passado.

A prova de vida digital faz parte de um projeto piloto, mas já foi liberada para 5,3 milhões de beneficiários. O INSS já iniciou a comunicação, via SMS ou e-mail, aos beneficiários que podem fazer uso dessa tecnologia. Os dados de cadastro foram cruzados com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), ou seja, aqueles que já possuem a CNH Digital, e com o Tribunal Superior Eleitoral com os dados biométricos já cadastrados.

Mas atenção! O INSS não envia links e nem solicita dados via aplicativos de mensagens.

Como realizar a prova de vida

Cada banco tem sua própria data para determinar que seus beneficiários compareçam ao local para comprovação de vida. Por isso, devem ir presencialmente ao banco em que recebem e levar em mãos um documento de identificação com foto. Vale lembrar que alguns locais já fazem o uso da biometria nos terminais de auto atendimento.

Aqueles que se encontram impossibilitados de ir presencialmente às agências por enfermidades, dificuldades de locomoção ou por residirem no exterior, devem realizar a prova de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS. 

Enquanto o governo federal ainda estuda medidas para agilizar a prova de vida e garantir a segurança dos segurados, se for sair de casa, siga todas as medidas de segurança contra a COVID-19: use máscara, evite aglomerações, e higienize as mãos. 

Qualquer dúvida que você tiver, ligue no 135 — canal de atendimento do INSS.

Fonte: Caixa Econômica | INSS

Skip to content