Desde que a pandemia começou e estamos em quarentena, muitas pessoas estão passando por um processo de revisão de valores e prioridades na vida, como se o contexto atual tivesse nos mostrado o óbvio: a nossa impotência diante de determinadas situações.  

Em momentos assim, a tendência é as pessoas se voltarem para dentro delas mesmas, num mergulho em busca de autoconhecimento. Nesse processo, podem surgir muitos questionamentos em relação a vida e até ressentimentos. 

E para falar sobre um sentimento tão forte é necessário citar também o seu antídoto, o perdão, que na verdade traz mais benefícios a quem o pratica do que quem o recebe. 

E todos nós carregamos, mesmo que inconscientemente, algum tipo de ressentimento que pode nos trazer más lembranças sobre uma pessoa, uma situação ou uma época da vida e isso causa muito sofrimento. 

Para reduzir os efeitos negativos do ressentimento é necessário perdoar, a si mesmo e aos outros. Dar outro significado para essa sensação é fundamental para o processo de evolução do ser humano, para que seu coração fique mais leve e para que você possa seguir a vida adiante, sem a carga de acontecimentos passados. 

O perdão é, antes de tudo, um gesto de humildade e sabedoria. Quer saber mais?